Postagens

A História de Porto Ferreira contida nos livros e revistas

Imagem
A História de Porto Ferreira contida nos livros e revistas
O  município de Porto Ferreira é conhecido nacionalmente em decorrência da elevada  concentração de cerâmicas artísticas, que, há várias décadas, produzem para o mercado. Inúmeras lojas se concentram na "Avenida do Comércio", próxima à Rodovia Anhanguera, atendendo revendedores e turistas de diversas regiões brasileiras. Entretanto, a história desta localidade vai muito além das fábricas de louças.
Com o objetivo de incentivar e facilitar a pesquisa histórica, o Museu Histórico e Pedagógico "Prof. Flávio da Silva Oliveira" reuniu, nas próximas linhas, informações das principais fontes bibliográficas que desenvolvem uma narrativa sobre fatos históricos de Porto Ferreira.

REVISTA DO CINQUENTENÁRIO DE PORTO FERREIRA (1946)

Em 1946, Porto Ferreira estava prestes a completar 50 anos de emancipação política. Uma comissão municipal foi criada com o objetivo de  organizar os festejos comemorativos do cinquentenário…

A Era Vargas - 2ª parte

Aula 27 e 28  A Era Vargas – A modernização em curso
Transformação da economia: Agrário-exportadora para sociedade urbano-industrial “modernização conservadora” Processo de industrialização realizado com a contenção das classes populares e despolitização da sociedade: - Extinção dos partidos políticos - Liberdades contidas (censura e repressão de manifestações) - Movimento operário amordaçado.
Estado Brasileiro – defesa da indústria Política Nacionalista com intervencionismo Estatal (Início do modelo estatizante: criação de empresas estatais) Indústria de Base – siderúrgica 1942 – CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) em Volta Redonda (RJ) - financiamento dos EUA para construção.
Órgãos criados na Era Vargas: Departamento Nacional do Café Instituto de Açúcar e Álcool Instituto Nacional do Sal Superintendência da Moeda e do Crédito Conselho Nacional de Política Industrial e Comercial Criação do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)
 Política Trabalhista Legislação trabalhista – Consolidaçã…

Era Vargas - Primeira Parte

A ERA VARGAS 1930-1945
COLÉGIO OBJETIVO AULAS 23, 24, 25 e 26
ANTECEDENTES DÉCADA DE 20:Oligarquias Dissidentes, que não se dispunham a liderar o processo revolucionário, mesmo sendo contrárias ao sistema político vigente. 
População Rural era maioria sendo submetidas ao domínio dos “coronéis”.
Empresariado Industrial estava ligado aos setores oligárquicos, pela sua origem e formação, logo não assumiam uma postura independente e, menos ainda, de contestação ao regime vigente.
As Camadas Médias Urbanas haviam se tornado mais numerosas e diversificadas. Englobavam amplos setores populacionais, principalmente das grandes cidades, mas adotavam uma postura passiva frente às oligarquias. 
Os Comunistas, apesar de já terem criado o PCB (Partido Comunista Brasileiro), em 1922, contavam com uma organização débil, devido a perseguições e repressões sofridas pela polícia. Não seria daí que viria a liderança de oposição.  O Tenentismo Transformando o descontentamento generalizado em …

9º ano Regimes Totalitários - Colégio Objetivo aulas 16,17 e 18

Aula 16 Ascensão do Fascismo Crise econômica – descrédito na democracia liberal Regimes totalitários de extrema direita – nacionalismo extremo – totalitários – Fascismo na Itália, Nazismo na Alemanha, Franquismo na Espanha Estado forte – interesses do Estado acima dos interesses do indivíduo. Fascismo características: Nacionalismo exacerbado; Aspirações imperialistas; Caráter antiliberal e antidemocrático; Anticomunismo; Defesa do Estado forte para garantir o bem público e a coesão nacional; Interesses do Estado acima dos individuais; Militarização da sociedade; Forte mobilização das massas; Censura à imprensa. Situação da Itália: Após 1ª Guerra Mundial: Aumento da inflação; Devastada pela guerra; Queda na produção industrial; Aumento do desemprego; Greves e pilhagens; Fábricas ocupadas; Terras tomadas no campo; Ameaça comunista. “Se o liberalismo significa indivíduo, fascismo significa Estado” (Mussolini) 1922- Marcha sobre Roma – passeata de Mussolini com os camisas negras. 1924 – Ele…

9º ano – História – Prova 2º bimestre

9º ano – História – Prova 2º bimestre
Aulas 11 e 12 – apostila Objetivo
Os loucos anos 20 Cultura europeia características: Belle Époque – fim do século XIX até 1ª Guerra Mundial (balés, livrarias, óperas) Art nouveau – “nova arte” cores vivas e curvas sinuosas Burguesia europeia A elite no Brasil copia a cultura europeia nos grandes centros urbanos (São Paulo, Rio de Janeiro) No Brasil, o movimento segue até1922. Pós 1ª Guerra Mundial (1914-18) Modernidade: Do veloz, do efêmero, da valorização das máquinas e das técnicas. Influenciados pelos franceses, o modernismo se torna referência da vanguarda artística. Abandono do academicismo, resultando em novas formas de expressão artística: Dadaísmo – anárquico, irreverente, objetos comuns do cotidiano, ênfase no absurdo, conteúdo sem lógica; Ex: Tristán Tzara, Marcel Duchamp. Cubismo – substituída a perspectiva por forma geometrizada; Ex. Picasso. Expressionismo – deformação da realidade, refletir emoções; Ex. Brueghel, Goya, Munch. Surrealism…

SEBASTIÃO BENTO DA FONSECA - O Último Maquinista Ferreirense

Imagem
Sebastião Bento da Fonseca 2013
“Sete de setembro, berço da minha existência; pátria querida e formosa. Essa data gloriosa , célebre da independência, permita-me a inocência nessa infância descuidosa, para saudar-te orgulhosa, com alma e com reverência. Dom Pedro I com grito, na memória traz escrito e cravado no coração. Tirasse da frente a coroa, ao ver o pássaro que voa, livre amado torrão”.
Com a alegria estampada na face, Sebastião Bento da Fonseca, 83 anos, recitou orgulhosamente estes versos por ele nunca lidos, mas que ficaram guardados na sua memória, após, na tenra juventude, há mais de 70 anos, seu irmão, Aparecido B. Fonseca, tê-los recitado. Sebastião Bento da Fonseca, ou Tião, como os amigos próximos lhe chamam, nasceu em 25 de dezembro de 1928, no sítio da Boa Vista, em Porto Ferreira. Filho de João Bento da Fonseca e de Sônia Fonseca de Jesus, teve muitos irmãos: Artur, Osório, Aparecido, João, Olínea, Hortênsia, Maria, Dalvalínea e Eufrozina; todos eles nascidos no sítio Boa V…

A Via Anhanguera é nossa! – parte 2

No início da década de 50, a fim de proporcionar a dimensão da estrutura econômica do município, cita-se os dados do jornal “O Ferreirense”, de 07 de dezembro de 1952, que publicou a seguinte relação de indústrias, comércios e profissões liberais de Porto Ferreira: 3 médicos, 6 engenheiros, 3 advogados, 6 dentistas, 3 farmacêuticos e 31 guarda-livros e contadores; 39 estabelecimentos de fazendas, secos e molhados e ferragens; 1 agência bancária e diversos correspondentes bancários; 18 agentes de seguro e capitalização; 4 corretores; 6 comerciantes de aves e ovos; 31 bares, bilhares e botequins; 13 barbearias; 2 ateliers de fotografia; 3 açougues; 2 escritórios de contabilidade; 3 agências de máquinas de costura e artigos de escritório; 3 farmácias; 3 papelarias e livrarias; 2 postos de gasolina e acessórios de automóveis; 4 salões de ondulações e cabeleireiros; 1 tipografia; 4 leiterias; 4 construtores; 1 cooperativa de consumo popular; 1 fábrica de louças em geral (Cerâmica Porto Ferr…