Enfim sou neto do caboclo “Zeca Bem” - materno Enfim sou neto do caboclo “Zé Oliveira – paterno

Três décadas vivendo, uns tempos na capitar
Outros no litorar, mas sabia que não era o meu habitat.
Sendo oriundo do interior, e
Neto do caboclo Zeca Bem
Pois nasci nas terras do balseiro
Joao Ignácio Ferreira
Terras que, outrora foram dos índios
Canoeiros Paiaguás.
Eu Zé Carlos (Tangerynus), o
Mano Rubens e o Ademir fomos levados
Aliás, a família do Tangerino de Oliveira
Pais e tios nos anos 50 de trem
Garremos a viaja pras terras da capitar.
Quando ainda éramos crianças
Poucas vezes no Porto Ferreira viemos passear
Lembro-me de que o time de futebol em que
Jogavam os tios Leonildo e Valentim Tangerino
(isto é) o Juvenil Flor da Vila F.C. (Vila Carioca)
No ano de 1956 em Porto Ferreira vieram jogá.
Num sei pru que, garrava a pensá
Se um dia aqui no Porto eu pudesse vortá.
Enjoado de mora, lá pras bandas
Do litorar, no dia 17 de dezembro de 1983, resolvi mudá.
E neste dia 37 anos de vida eu ia completá.
Vortando pra cá, Porto Ferreira
Histórias eu vi conta que quando eu vim pra esse mundo
De meu Deus, garrei a pená.
O meu avô materno Zeca Bem e avó Julia
Diziam pra quem quisesse escutá
Se o neto não vinga, não poderá morrer pagão
Pois nóis vamus batizá.
Tio Brás e Deolinda, viviam a comentá
Se Deus quiser ele vai vinga (viver),
Crescerá, e pra completá, nóis vamos crismá.
Pois é, fui criança nas escolas fui estudá,
Cursei o primário, o diploma recebi
Datilografia, Senai Artes Gráficas aprendi
No Externato Menino Jesus
O tio Brás ia me levá.
Gostando de escrivinhá, aprendi
Na escola de música, teoria musicá,
E na sanfona passei a sanfona
Depois teclado eletrônico, garrei a sapecá
Musicas do sur, do norte, enfim di tudo o lugá,
Aí  comecei a forrozá.
O tempo passou, entrei na era
Da informática, e comecei a praticá,
Assim no com-pu-ta-dor
Garrei a digitá.
Esta história de vida
Embora resumida,
Que acabei de contá
Nas bênçãos do então vigário
Da Paróquia de São Sebastiao
No ano de 1946, na fé dos padrinhos:
Zeca Bem/Julia foram me batizá,
Na fé dos padrinhos Brás/Deolinda foram me crismá.
Resumindo no dia 17 de dezembro de 2012
Completei 66 anos de vida, e daqui pra frente o meu destino
Só Deus saberá.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

Obras de Antonio Paim Vieira pertencem ao patrimônio histórico de Porto Ferreira

TRIO UIRAPURU