Enfim sou neto do caboclo “Zeca Bem” - materno Enfim sou neto do caboclo “Zé Oliveira – paterno

Três décadas vivendo, uns tempos na capitar
Outros no litorar, mas sabia que não era o meu habitat.
Sendo oriundo do interior, e
Neto do caboclo Zeca Bem
Pois nasci nas terras do balseiro
Joao Ignácio Ferreira
Terras que, outrora foram dos índios
Canoeiros Paiaguás.
Eu Zé Carlos (Tangerynus), o
Mano Rubens e o Ademir fomos levados
Aliás, a família do Tangerino de Oliveira
Pais e tios nos anos 50 de trem
Garremos a viaja pras terras da capitar.
Quando ainda éramos crianças
Poucas vezes no Porto Ferreira viemos passear
Lembro-me de que o time de futebol em que
Jogavam os tios Leonildo e Valentim Tangerino
(isto é) o Juvenil Flor da Vila F.C. (Vila Carioca)
No ano de 1956 em Porto Ferreira vieram jogá.
Num sei pru que, garrava a pensá
Se um dia aqui no Porto eu pudesse vortá.
Enjoado de mora, lá pras bandas
Do litorar, no dia 17 de dezembro de 1983, resolvi mudá.
E neste dia 37 anos de vida eu ia completá.
Vortando pra cá, Porto Ferreira
Histórias eu vi conta que quando eu vim pra esse mundo
De meu Deus, garrei a pená.
O meu avô materno Zeca Bem e avó Julia
Diziam pra quem quisesse escutá
Se o neto não vinga, não poderá morrer pagão
Pois nóis vamus batizá.
Tio Brás e Deolinda, viviam a comentá
Se Deus quiser ele vai vinga (viver),
Crescerá, e pra completá, nóis vamos crismá.
Pois é, fui criança nas escolas fui estudá,
Cursei o primário, o diploma recebi
Datilografia, Senai Artes Gráficas aprendi
No Externato Menino Jesus
O tio Brás ia me levá.
Gostando de escrivinhá, aprendi
Na escola de música, teoria musicá,
E na sanfona passei a sanfona
Depois teclado eletrônico, garrei a sapecá
Musicas do sur, do norte, enfim di tudo o lugá,
Aí  comecei a forrozá.
O tempo passou, entrei na era
Da informática, e comecei a praticá,
Assim no com-pu-ta-dor
Garrei a digitá.
Esta história de vida
Embora resumida,
Que acabei de contá
Nas bênçãos do então vigário
Da Paróquia de São Sebastiao
No ano de 1946, na fé dos padrinhos:
Zeca Bem/Julia foram me batizá,
Na fé dos padrinhos Brás/Deolinda foram me crismá.
Resumindo no dia 17 de dezembro de 2012
Completei 66 anos de vida, e daqui pra frente o meu destino
Só Deus saberá.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

TRIO UIRAPURU

UM GALO AMARRADO PELO PÉ!!!