Falando de futebol varzeano

Num domingo festivo para os amantes do futebol varzeano a F P. F. - Federação Paulista de Futebol promoveu um campeonato. O local escolhido foi o bairro do Heliópolis, subdistrito do Ipiranga, na época era um imenso terreno vazio que abrangia desde o início da famosa “Estradas das Lágrimas”, a partir das instalações da Cerâmica Sacomã que ia até a Cocheira da Prefeitura (local onde abrigavam os animais e carroções que coletavam lixo), já próximo do bairro de São João Climaco.
Neste terreno existia  uma enorme quantidade de campos de futebol  esparramados, de chão batido, quase que junto um do outro, em alguns casos à distância de uma trave (gol) para outro campo era pouco mais de 2 metros, e que às vezes a bola caia no campo de um outro jogo que estava sendo disputado, aliás,  tinha também um espaço reservado para prática de beisebol, esporte praticado pela colônia japonesa.
Não recordo se eram tempos de eleições municipais ou estaduais, mas o que aparecia de candidatos políticos fazendo campanha acredito que poderia ser formado várias equipes.
Um mês antes do campeonato os clubes varzeanos recebiam dos políticos, uniformes, bolas, etc., era a maneira mais fácil de angariar votos e elegerem vereadores e deputados, outro fato era que muitos diretores de clubes conseguiam nomeações para exercerem cargo público, na época não existiam prestação de concurso como nos dias de hoje.
O Juvenil Flor da Vila Futebol Clube (Vila Carioca) tinha uma boa equipe que participou também do campeonato, Leonildo e Valentim Tangerino (tios) faziam parte desta equipe, tinha também um enorme torcida feminina.
Devido à quantidade de equipes participantes a partida era disputada apenas em 30 minutos, 15 minutos pra cada lado. Enfim a partida foi iniciada e quase no encerramento do primeiro tempo o Juvenil Flor da Vila Futebol Clube marcou um gol contra o adversário que não lembro o nome. Começa o segundo tempo um dos jogadores do time adversário dá um pontapé num dos nossos atletas e aí começa uma batalha campal...Socos e pontapés, pauladas, pedradas etc., e quem saiu perdendo foi o adversário.
A partir desse dia o Juvenil Flor da Vila Futebol Clube (Vila Carioca-Ipiranga-SP), deixou de ser time de “pó-de-arroz..."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

Obras de Antonio Paim Vieira pertencem ao patrimônio histórico de Porto Ferreira

TRIO UIRAPURU