FOI PURA EMOÇÃO...



Um servidor público municipal, exercia ele a profissão de coveiro, aliás tinha outra profissão, mas foi designado para esta função à contra gosto. Fazer o que dizia ele, é subordinado tem que cumprir ordens.
O dito cujo gostava de tomar uns “gorós”, enfim trabalhava sempre encharcado. O tempo passou, ele acabou acostumando com a nova profissão.
Num certo dia chegou mais um corpo para ser enterrado, daí como sempre os familiares mais próximos choram a morte do parente. Resumindo, o coveiro estava bem encharcado acabou caindo encima do caixão de braços abertos.
Isso foi um fiasco pra todas as pessoas presentes, mas ele, logo foi sacudindo a poeira, saiu da cova e lascou uma frase: desculpem por isso, eu fiquei emocionado. Foi pura emoção. O defunto era meu amigo de infância.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

Obras de Antonio Paim Vieira pertencem ao patrimônio histórico de Porto Ferreira

TRIO UIRAPURU