MORENA COR DE JAMBO


.-discriminação racial-.

Estava eu navegando na internet, e uma das minhas amigas virtuais entrou no meu link de bate papo, dizendo que precisa conversar comigo. Respondi para ela que legal, vamos conversar, trocar ideias nas redes sociais encurtas as distâncias, assim a gente espanta a solidão.

Ela foi digitando no link, relatando que estava muito chateada, nervosa, afinal sentiu na pele a amargura de ser discriminada publicamente por uma funcionária de uma loja de perfumes.

Minha amiga tem a pele cor-de-jambo, boa gente, honesta e trabalhadora, já em idade de aposentar. E assim foi digitando.
Meu amigo, eu entrei na loja de perfumes, isto na companhia de uma grande amiga de cor branca. Ela a amiga de cor branca estava interessada em comprar perfumes, e eu apenas fazia companhia, enfim fui dar uma olhada nos produtos.
Enquanto a minha amiga de cor branca era atendida por uma funcionária, eis que outra funcionária falou textualmente, na bucha: “se você não vai comprar nada, pode ir saindo da loja.”
Não queria acreditar que isso estava acontecendo, mas aconteceu. Minha amiga de cor branca deve ter ouvido essa ofensa dirigida a minha pessoa, ou talvez não ouviu...
Após ouvir essa frase pela funcionária mal preparada, me senti a pior pessoa do mundo, na verdade senti ser um lixo, daí precisava falar com alguém sobre essa questão.
Continuou a digitar, disse que conhecia a dona da loja, e no outro dia foi falar com ela.
Uma vez apresentada à dona da loja, pediu licença e foi relando o acontecido.
Disse a minha amiga da pele cor de jambo para ela, a senhora precisa reciclar as funcionárias, fique sabendo a senhora que discriminação gera um processo, por perda e danos morais, além disso, a  senhora também pode perder a franquia.
Resumindo a dona da loja, ficou apavorada, pediu desculpas por tudo que aconteceu, e ia tomar as devidas providências.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

Obras de Antonio Paim Vieira pertencem ao patrimônio histórico de Porto Ferreira

TRIO UIRAPURU