O caboclo Zeca Bem dizia: “Deus ti cri”


Nos tempos de criança nós Tangerino de Oliveira convivíamos com toda a família e me lembro de que os avós maternos tinham o habito de se expressarem por intermédio de frases que ficaram pra sempre na minha memória  e também dos meus irmãos.
Meu avô materno José Pereira Tangerino (1894+1986), que tinha o apelido de “Zeca Bem”, frequentou uma escola na fazenda onde morava, mas não coneguiu aprender, nem ler e nem escrever. Minhas tias diziam em tom de brincadeira que ele  chegou a furar a Cartilha escolar, da página “A pata nada, pata pa”. Mas as informações no pé-de-orelha foi o seu aprendizado nesta vida de meu Deus.
Bastava qualquer um de nós dar um espirro “atchim”-, ouvíamos o famoso “Deus ti cri”, hoje já com os meus 64 anos de idade resolvi fazer uma pesquisa na internet e acabei descobrindo a origem da dita cuja, aliás, digo da frase.
De acordo com o artigo “Algumas Famílias Mineiras, Tradições e Costumes” editado pela Abradjin - Associação Brasileira dos Judeus da Inquisição, encontrei as seguintes informações:
• O famoso “DEUS TE CRIE” após o espirro de alguém é uma herança judaica da frase “Hayim Tovim”, que pode ser traduzido como boas vindas.
• É muito comum o hábito sertanejo, antes de beber, derramar parte do copo ou do cálice para o “santo”. Na verdade essa tradição tem origem no rito milenar hebreu de reservar na festa de Pessach (Páscoa) um pouco do vinho para o profeta Elias. O ato de derramar uma porção da bebida se chama liberação.
• O primeiro arrendatário judeu de terras no Brasil, na época do descobrimneto foi Fernando de Noronha (Fernão de Loronha).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

Obras de Antonio Paim Vieira pertencem ao patrimônio histórico de Porto Ferreira

TRIO UIRAPURU