MEU PAI ERA VIOLEIRO


Benedicto Osório de Oliveira

Meu pai era violeiro
Gostava  de pescar no rio Mogi Guaçu
Sua profissão era marceneiro
Na época por aqui não tinha peixe pacu.

Contava histórias do nosso torrão
Sobre o famoso "Dioguinho'
Em 1945 do sitio do Sr.Moda soltou rojão
Fim da guerra pra alegria de brasileirinho.

Na viola ele dedilhava
As musicas de Zé Carreiro
E eu escutava
Cresci virei sanfoneiro.

O tempo passou rápido
Hoje temos o “Festival do Zé Carreiro”
Fizeram uma lei e isso se tornou hábito
Vivo em Porto Ferreira vai meu abraço a um violeiro.

Ao meu querido velho com saudades
Meu pai Benedicto Osório de Oliveira
Acabei compondo uma musica solo
Porto Ferreira, que saudades.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

Obras de Antonio Paim Vieira pertencem ao patrimônio histórico de Porto Ferreira

TRIO UIRAPURU