SAUDOSO TIO BRÁS OSÓRIO DE OLIVEIRA


O meu tio Brás entrou numa escola
De musica para aprender tocar Harmônica
Em 1956, eu tinha apenas 10 anos e gostava de jogar bola
Ele desistiu e resolveu casar e a mim fez uma crônica.

Ele falava que era fã do Mário Zan
O Sanfoneiro do IV Centenário
E se eu estudasse musica me tornaria um bambam
Assim foi o seu comentário.

O Mário Zan ficou famoso
As suas musicas rompeu fronteiras
Na sanfona prateada em tom brilhoso
Num compasso ternário tocas as rancheiras.

A mim ele dirigiu severamente
Dizendo você vai estudar na marra
Eu vou pagar as aulas mensalmente
Esperando que você abrace o curso com muita garra.

Aos poucos fui aprendendo
A técnica do solfejo
Teoria musical foi lendo
Enfim isso dele era o desejo.

Resumindo a história
Estudei quatro anos
Isso pra mim foi uma glória
Ler musica na pauta apesar dos enganos.

Parando de estudar
A sanfona o meu tio vendeu
O tempo passou outra quis comprar
Essa foi o meu pai que me deu.

As notas musicais
Eu ia escrevendo nas pautas
Iniciando com a clave de sol
Em seguida outras notas.

Esta fotografia
Retrata um sonho de criança
Eu pensava que um dia
Somente seria uma lembrança.

Mas o sonho tornou-se realidade
Em janeiro de 1994
Numa manifestação de lealdade
O amigo Monte Rey ajudou a realizar este fato.

Ao meu tio Brás Osório de Oliveira e a tia Deolinda Tangerino de Oliveira, um forte abraço e onde estiverem, minhas sinceras homenagens, de saudosa memória.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

Obras de Antonio Paim Vieira pertencem ao patrimônio histórico de Porto Ferreira

TRIO UIRAPURU