“Zeca Bem” falando de sesmarias e terras griladas.



Disseram-me certa vez que as antigas propriedades rurais eram conseguidas por intermédio de “Sesmarias”, isso lá pelos idos dos anos de 1800 e qualquer coisa,  inclusive a que meu pai Manoel Pereira Tangerino (+1886) possuía, logicamente que aquelas pessoas mais aquinhoadas compravam as melhores e ia ampliando as suas fazendas, outro detalhe que citou foi o caso de terras griladas.
Eu perguntei a ele  qual o motivo de chamar terras griladas, enfim a gente ouve dizer que grileiros constantemente se apropriam de terras neste imenso Brasil. De fato respondi, aqui na capital de São Paulo isso não acontece. Engano seu, disse ele, não são terras para agricultura, mas ouvimos dizer também que pessoas se apropriam de terrenos para fins de loteamentos urbanos. A pessoa compra o terreno, vai pagando mensalmente e anos depois aparece o verdadeiro dono. Será que essa história não está mal contada. Quem sabe o proprietário dá uma de “migué” finge que não sabe de nada... Pode ser sim.
Tenho amizade com algumas pessoas conhecidas que moravam na Vila Carioca, pagavam aluguel, souberam que na Vila Brasilina iam lotear um enorme terreno, enfim foram lá e compraram cada um, um lote de terreno e depois apareceu o verdadeiro dono, resumindo pra não perder a casa que moravam, tiveram que pagar novamente.
Falando de propriedades rurais, vou te contar também dois casos verdadeiros que aconteceu lá em nossa região.
Um sitiante tinha uma gleba, terra ruim para agricultura, e vivia desanimado, enfim nada produzia, eram quase tudo areia. Daí apareceu um cidadão de outras terras e foi conversar com o proprietário, com objetivo de comprar.
Depois de algum tempo de conversa perguntou ao proprietário se por um acaso ele queria vender, e quanto valia a tal propriedade. Deu um preço “X”, de imediato disse ao proprietário eu compro tudo.
Anos depois o novo proprietário se tornou um dos maiores empresários no ramo de mineração, fornece  areia para industrias e também para o exterior.
O outro caso é um pouco diferente. O proprietário estava em dificuldades financeiras por motivo de doença e também vendeu a sua propriedade rural para uma empresa de cerâmica. Enfim é um deposito natural de minérios para fins cerâmicos.
Resumindo meu neto, tem pessoas que tem uma fortuna debaixo do nariz e não sabem, outros por um acaso se tornaram milionários, basta ver aquele de Mossoró, que se tornou produtor de petróleo.
Grileiro é o nome designado a pessoas que se apossam de terras de forma ilegal por meio de documentos falsificados. O termo vem da técnica usada por tais pessoas, que colocam escrituras falsas dentro uma caixa com grilos que deixam os documentos amarelados e roídos dando-lhes uma aparência antiga e com isto mais aparentemente “verdadeira”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

Obras de Antonio Paim Vieira pertencem ao patrimônio histórico de Porto Ferreira

TRIO UIRAPURU