A ÂNCORA HISTÓRICA

ÂNCORA ORIGINAL

A

Ancora que virou símbolo

Na história de Porto Ferreira

Continua criando polêmicas. Isto é:

Observando todo conteúdo registrado

Realmente surgiu um fato novo. Achamos na

Ancora uma inscrição, dia 4-2-2013, fato inédito.


“ É interessante registrar, também, que a âncora em perfeito estado de conservação, deve ter permanecido sob as águas do Mogi Guaçu cerca de 80 anos, pois a navegação foi extinta oficialmente no dia 1.º de maio de 1903, embora seus barcos continuassem a trafegar durante mais alguns anos em pequeno trecho da primitiva linha fluvial. Foi ela construída na Inglaterra no ano de 1882, pesa 77,5 quilos e mede 1,16 m de altura. Seus braços de ponta a ponta medem 0,89 m.”
  • Obs: esse histórico foi feito pelo Prof. Flávio da Silva Oliveira em 9/4/1980                                                  



No dia 1.º de fevereiro de 2013, resolvi ir até o local onde está fixada a tão famosa âncora, e dar uma olhada em toda sua superfície, procurando alguma inscrição.
E assim foi. Com um lápis e uma folha de papel vegetal, fui rabiscando por cima de uma numeração ilegível. Na primeira tentativa não foi possível identificar.

No dia 4 de fevereiro de 2013, comentei com o “Renan”, coordenador do Museu Histórico e Pedagógico “Prof. Flávio da Silva Oliveira”, sobre a inscrição ilegível que encontrei na âncora, e de novo fomos até ela, desta vez com um giz de cor branca, que o Renan foi rabiscando por cima da inscrição, depois com o lápis, assim sendo conseguimos um decalque, enfim a inscrição foi identificada, e contém os dados acima inseridos na foto. “Renan Arnoni” – “Tangerynus”

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

Obras de Antonio Paim Vieira pertencem ao patrimônio histórico de Porto Ferreira

TRIO UIRAPURU