CARNAVAL DA SAUDADE

Fui convocado pelo Departamento de Cultura Municipal de Porto Ferreira  para  registrar fotografando, o evento carnavalesco. Segundo noticias veiculada na mídia, à noite teremos muita chuva, e possibilidade de cair um temporal. Não me importei com a tal noticia de chuva, peguei as duas câmeras digitais e rumei para a Praça da Matriz, local do evento tão esperado. Deixei o guarda-chuva em casa.
Eram 19h00min quando cheguei à praça, e de fato, olhei para todos os lados, observei que nuvens carregadas poderiam desabar a qualquer momento. Os técnicos de som já tinham montado parte dos equipamentos, mas não podiam testar em razão da missa que estava em curso, e todos eles preocupados também com a chuva que anunciava pela redondeza, por precauções os técnicos de som deixaram próximo alguns pares de lona, caso chovesse evitaria qualquer dano nos equipamentos.
Pessoas de todas as idades iam chegando próximo do coreto, percebia nos seus olhares uma grande alegria, alguns portando câmeras digitais,  telefones celulares e iam fotografando.
Os integrantes da banda  foram chegando um a um, que foram preparando os seus instrumentos musicais, e logo o locutor “Wilians Trindade” foi anunciando que em poucos minutos o evento “Carnaval da Saudade” seria iniciado.
Enquanto o evento não começava fui fotografando pessoas que ali estavam, eis que chega o amigo “Tomaiolo” vestido com sua indumentária de “Rei Momo”, que fez sinal de positivo e pediu que lhe fotografasse, e na sequencia vejo ao seu lado a jovem “Gabi Rosa Grigoleto” neta do homenageado Euclides Rosa, e vamos nós, lá vai mais um clique fotográfico.
Finalmente o locutor anunciou o inicio das festividades, e  “A Banda das Marchinhas” integrada pelos músicos: Rogério Bonani, maestro (saxofone), Coutinho (vocalista-guitarra base); Evandro (vocalista); Thiago (baixo); Thiago Eleutério (trompete); André Delsin (surdo); Zé Paula (bateria); Rafael Mariano (teclado eletrônico), foram executando uma seleção de marchinhas tradicionais, tais como: “Mamãe eu quero”;  “Colombina”; “Mascara negra”; “Bandeira branca”; “Quem sabe sabe”; “Desfolhei a margarida”; “Aurora”; “Compensou”.
Em volta do coreto formaram um cordão carnavalesco bem animado, no ar serpentinas e confetes foram lançadas, e a festa ficou animada. Pausa: o locutor “Wilians”  anuncia a presença da Prefeita Renata Anchão Braga, vice-prefeito Dr. Carlos Eduardo, Maria Regina Nery (Educação),  Ana Carolina Cintra Braga (Promoção Social), Paulo Mendes Monteiro (Cultura e Turismo)
A prefeita Renata vestia uma indumentária de cor amarela, que se destacava entre todos os presentes, sorriso na face, enfim muito contente com a participação das pessoas ali presente de uma forma geral, e com a chave simbólica nas mãos fez um breve discurso homenageando o saudoso “Euclides Rosa”, neste momento subiu ao palco a filha “Iris Rosa” e a sua neta “Gabi Rosa Grigoleto” dando abertura ao primeiro carnaval de sua gestão. Sendo que foi apresentada num telão uma retrospectiva das atuações do homenageado, com fotos da “Escola de Samba Flor da Vila e da Nega Maluca”, ambas as criações do famoso “Cridinho”. E  festa continua...












Adicionar legenda


Comentários

  1. A PARTIR DO DIA 1 DE JANEIRO DE 2013, NÓS HABITANTES DE PORTO FERREIRA, RESPIRAMOS OS ARES DA DEMOCRACIA.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

Obras de Antonio Paim Vieira pertencem ao patrimônio histórico de Porto Ferreira

TRIO UIRAPURU