PROSOPOPEIA DE UM PATO...

O PATO PRETO SE MANDOU 

CADÊ OS GANSOS AFRICANOS?

Um senhor que era caminhoneiro, morava numa esquina, bem em frente de um pequeno lago, e que neste lago foi instalada uma ETA - Estação, Captação e Tratamento de Água, sendo que outrora num passado equidistante a água desta nascente abastecia a antiga estação ferroviária de Porto Ferreira, via bombeamento manual e por gravidade, e que na época pertencia a Cia. Paulista de Estrada de Ferro, e também abasteciam uma composição ferroviária movida a vapor que fazia o ramal Porto Ferreira- Santa Rita do Passa Quatro, sendo que a locomotiva (Maria fumaça) vinha de marcha-a-ré até este local..
Chegava muito cansado da sua labuta diária, pilotando uma enorme carreta, e nos dias de sábado ficava sentado numa mureta, e de lá ficava observando a bela paisagem.
Ele olhava para o lago e ficava imaginando, bem que se a gente colocasse neste lago alguns animais, tais como patos, gansos, cisnes, combinariam perfeitamente com o visual. Tem dois jacarés, sendo que um é da espécie papo amarelo, o outro da espécie coroa, maias os jaçanãs, os três potes, os tatus, enfim tem outros mais.
Com essa ideia na cabeça, rumou cedinho para a cidade de Descalvado, e foi ele buscar um casal de patos de cor preta, e mais dois gansos africanos, de cor branca, e que não sabia se os gansos formariam um par, aliás os animais foram doados por um parente seu que moravam no sítio.
Ele passou o dia inteiro neste sítio, regressando à Porto Ferreira, com os bichos na boleia de seu caminhão, não vendo o momento de colocar os bichanos no referido lago. Chegando, já foi pegando o saco que estava os dois gansos africano
mais o casal de patos, e foi soltando-os no lago..
Os animais estranharam o novo habitat, mas dias depois estavam os quatros nadando de um lado pro outro, e os jacarés só observando a ninhada.
Os gansos africanos viviam "grasnando" o dia inteiro, e o som emitido por eles, igualava-se ao som das cornetas de plásticos que os torcedores levam aos estádios de futebol.
Tempos depois a patinha iniciou a fase de botar, e muitos ovos eu acabei colhendo levando-os para casa, diziam que ovos de pata é uma rica fonte de energia, porque não saboreá-los. Com isso a pata vivia trocando de lugar, para que ninguém achasse os seus ovos, enfim sobrou uma dúzia, e foi essa a quantidade que nasceram, 12 patinhos. Estando ela nessa fase de criação, nada queria com o seu parceiro, que era muito grande comparando com o tamanho da pata.
A pata se escondia por entre as matas do pequeno lago, mas de vez em quando vinha tomar o seu banho, e o patão atrás dela, e ela picava a mula. O pato meio perturbado sem poder fazer amor com a sua amada, resolveu tentar, aliás partiu pra cima de um dos gansos, até que conseguiu, subindo nas costas do ganso, com o seu bico grudado no pescoço, apoiando as patas sobre o seu corpo e o ganso mergulhava tentando safar-se daquela situação, e nada, isso durava um bom tempo. Era um mergulho aqui, outro ali, subia a tona, e sempre com o pato sobre a sua costa.
O outro ganso acompanhava todo o trajeto, tocando a sua corneta, aliás grasnando, querendo ajudar o seu amigo, mas que nada, o patão não largava. O ganso cansou daquilo tudo, e o patão conseguiu fazer amor com a gansa.
Finalizando, o pato fez do ganso africano um jet-ski e ainda transou com ele, após saciar a sua tara, ele voava todo feliz parecendo andar por cima d'água.
Esse fato continuou acontecendo outras vezes mais...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

TRIO UIRAPURU

UM GALO AMARRADO PELO PÉ!!!