VI A MORTE DE PERTO...




          Estava eu em serviço, e dentro da cabine do caminhão pipa tudo em harmonia. O motorista e mais outro colega, enfim três servidores público municipais trabalhando, lavando a avenida dos ranchos, bairro Vila Sibila, Porto Ferreira – S.P.
          Com as ordens de serviço no porta-luvas, faltava apenas terminar um pequeno trecho da avenida, encerraríamos a jornada às 16:30 horas.
          Em razão da distancia para abastecer o caminhão pipa, o motorista achou melhor captar água da lagoa mais próxima. E vamos nós se enveredando pela estrada de terra que margeia a lagoa,  olhando qual seria a melhor localização para captar água.
          Já a beira da lagoa, içamos a mangueira dentro d’água, em seguida conectamos junto ao registro, mas seria preciso encostar o caminhão pipa mais perto da lagoa, em razão da mangueira ser curta.
          O “pura emoção”, apelido que demos ao nosso colega foi até a avenida dar uma olhada, achava ele que por ali seria melhor, a mangueira atingia a profundidade exigida.
Eu fiquei parado a beira do barranco, bem próximo do caminhão pipa, observando a manobra do motorista que encostava.
          O motorista quem sabe por excesso de confiança de uma jogada no caminhão pipa, momento em que senti a morte de perto. Isto em razão de que o solo as margens de uma lagoa não é muito confiável, terra mole e poderia desbarrancar, daí poderia tombar o caminhão pipa.
          Numa fração de segundos senti uma sensação esquisita, caso o caminhão pipa tombasse, eu seria esmagado, e empurrado pra dentro da lagoa. Mas graças a Deus felizmente foi apenas um susto...
          Conseguimos abastecer o caminhão pipa, terminamos o serviço, e todos nós, os três emudecidos retornamos a base. Foi mais uma experiência de vida, enfim eu vi a morte de perto.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

TRIO UIRAPURU

UM GALO AMARRADO PELO PÉ!!!