Crazy Beats - Loucas batidas



Sai de casa rumo ao evento “Crazy Beats”  de dança de rua, com duas câmera digitais fui caminhando pela cidade. A disputa aconteceria  a partir das 10:00 horas  no Ginásio de Esportes Sylvio Marques Filho, localizado à rua Francisco Prado, esquina com Constantino João, no Jardim Primavera. Tinha tempo suficiente pra chegar no horário acima citado.
Uma quadra antes de chegar a Praça da Matriz olho rua abaixo, vejo três cavaleiros, que ao chegar perto deles, solicitei dizendo posso bater umas fotos. Disseram eles, sem problemas pode bater. E fui clicando duas fotos. Agradeci a todos e continuei a caminhada.
Já próximo da igreja Matriz de São Sebastião, olho para o relógio, e clique, são 8:45 horas, ouvi uma cantoria que vinha de dentro da igreja. Lembrei dos tempos em que a missa era em “Latim”, faz tempo,
Bom, lá vou caminhando para ver de perto o evento da cultura “hip hop”, algo que nunca tinha visto em toda minha vida, aliás, vi pela televisão algumas vezes, mas não entendo nada deste tipo de manifestação cultural, coisa importada de fora. Sendo a primeira vez vá lá.
Cheguei cedo demais, o evento foi anunciado para iniciar às 10 horas, mas... Tudo bem não tem importância, até a Prefeita Renata também chegou cedo, não sendo iniciado regressou.
Aos poucos foram chegando os participantes da “Batalha de dança de rua”, que foi ônibus estacionando nas imediações, de Brotas, Rio Claro, Araraquara, São Carlos e outras cidades mais.
Adentrei na quadra do Ginásio de Esportes Sylvio Marques Filho, e fui fotografando os artistas de dança, e a cada flash fotográfico dos participantes, dava-me a impressão que eles foram ligados numa tomada de energia elétrica, 110, 220 Volts.
Observei a indumentária que eles usam, os grupos são parecidos, tais como: chapéu, tênis, e alguns com camisa de manga comprida.
Observei também que todos se conhecem, afinal vivem participando de eventos por toda a região, tais combates: 1 versus 1 e 3 versus 3.  Em seguida chega um jovem bem alegre que vai cumprimentando todos, e sai da Kombi com várias caixas, com ajuda de outros levam para dentro do ginásio, e vão montando os equipamentos de som, enfim ele é o famoso”DJ. Zulu Kamarão”, cara legal.
Tudo montado, liga o som e alguns participantes vão se aquecendo, mostrando as suas artes corporais, pra mim é coisa de louco, mas achei legal. Se não tiver um bom preparo físico não consegue se exibir, mas desde as 10 horas um o outro mostravam as suas habilidades, tinham algumas jovens também participando, em numero reduzido comparando com o do sexo masculino.
Depois de bater várias fotos, olhei no relógio, já era 12:00 hs.,e nada de começar, só me restou vir pra casa, colocar o cartão de memória no computador e ver como ficou as fotos, até gravei um pequeno clipe, só para registrar.




Disseram eles no momento em que batia a foto:

Se juntarmos as idades de cada um

passa de 200 anos.













































Comentários

  1. A GALERA ESTÁ AVIDA PARA INICIAR O EVENTO TÃO ESPERADO PELOS AMANTES DE DANÇA DE RUA.

    ACREDITO QUE SEJA O PRIMEIRO EVENTO REALIZADO EM PORTO FERREIRA, SE TEVE OUTRO NÃO RECORDO.

    ResponderExcluir
  2. "TUDO QUE FOR REALIZADO EM PROL DE UMA JUVENTUDE MAIS SADIA, MERECEM APLAUSOS!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

TRIO UIRAPURU

UM GALO AMARRADO PELO PÉ!!!