Fora do sistema?

 
         Conversando com o meu amigo Jairo Ignácio Franco, morador da Vila Brasilina sobre vários assuntos, dizia ele que aposentou no ramo gráfico e para reforçar o orçamento familiar se enveredou na profissão de taxista, não é grande coisa, mais ajuda, melhor do que ficar sem fazer nada, apesar de que trabalha apenas 6 horas por dia, ninguém aguenta mais o transito de São Paulo.
         Foram 25 anos consecutivos numa só empresa, na Tipografia Aurora, empresa esta vinculada ao Instituto Monitor “Rádio & Televisão”, especializada na edição de revistas técnicas de eletrônica em geral, e também livros didáticos, ensino por correspondência, estabelecida na Rua General Couto Magalhães, na famosa boca do lixo, bem próximo da Estação da Luz.
         Dizia que o tempo vai passando, quando se dá conta, já está com seus 66 anos no jardim da vida. Quando chega a casa dos 60 é preciso fazer alguns exames periodicamente, ver como é que vai a máquina corpórea.
         Assim foi, ele foi até o convenio médico marcar uma consulta, e neste momento chega um senhor aparentando ter  mais ou menos uns 60, que se dirige até o balcão de atendimento e pergunta para a moça. “Está pronto o meu exame, preciso saber o resultado”. A atendente responde: Meu senhor infelizmente o “sistema está fora do ar”, sendo assim não tenho como lhe passar o vosso exame, me desculpe.
         O cidadão ficou revoltado, dizendo em tom áspero que não queria saber de sistema, eu quero o meu exame, foi marcado para o dia 24 de maio de 2009, eu quero o exame de qualquer jeito.
         A atendente repetiu: Meu senhor infelizmente o “sistema está fora do ar”, não tenho como lhe passar o resultado. Resumindo, isso continuou, o amigo Jairo se retirou dali e não sabe o que aconteceu posteriormente.
         Explicar para o cidadão o que significava o “sistema” achou que complicou ainda mais a situação.

         Tudo indica que o cidadão não acompanhou as modernidades tecnológicas, no caso “informática”. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

Obras de Antonio Paim Vieira pertencem ao patrimônio histórico de Porto Ferreira

TRIO UIRAPURU