NOSSAS RAÍZES





Os primeiros homens da terra
Nativos desta região:
Foram os Paiaguás,
Habitantes deste rincão,
Tribo forte e audaz
São nosso sangue e irmão.

Como acontece no Brasil
Este pedacinho de chão,
Não poderia ser diferente,
Deus colocou sua mão,
Abençoando essa gente
Existente por toda nação.

A própria história registra
Dos Paiaguás alguns vestígios
Com urnas sagradas,
Abrigo dos entes queridos,
Encontrados na terra amada
Porém, nunca esquecidos.

O caudaloso Mogi Guaçú
Com seus diversos afluentes,
Adornado pelas matas sombrias,
Transbordava o local com enchentes,
E os Paiaguás se reuniam b
Para caça e pescas freqüentes.

Eles cultivam o solo;
Além da caça e da pesca,
Plantando mandioca e feijão,
Realizavam também suas festas,
Ao som dos tambores, a reunião
Por entre as ocaras na floresta.

Um dia tudo mudou...
Com a outra civilização,
Chegada e saída de tropeiros,
Que passavam por essa região,
Marcaram um ponto certeiro
Denominado Porto do João.

Nas margens do Mogi Guaçú,
Trabalhava o balseiro João.
Passando cargas, tropas e boiadas
Para todo lado com animação
Anos a fio a mesma ribada,
Hoje, é o nosso porto do coração.

Nesse vai e vem de pessoas
Que passavam pelo Porto do João,
Nasceu Porto Ferreira,
Cantinho do nosso sertão
Ao João Ignácio Ferreira,
Os ferreirense devem esta união.

Da taba lá da Melgueira...
Do local chamado fornalha...
Vim para Porto Ferreira,
Para ajudar na batalha,
De seu progresso, a bandeira
Sem visar à medalha.

Conservando a tradição
Legada pelos antepassados
São marcas e raízes profundas...
Às futuras gerações serão lembradas
Devemos tudo, tornando-se fecundas,
Nosso saber e cultura, preservadas.

Luiz Rosa Camargo



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

Obras de Antonio Paim Vieira pertencem ao patrimônio histórico de Porto Ferreira

TRIO UIRAPURU