:: Relembrando o bairro de Vila Carioca ::






Atrás: Leonildo Tangerino
Sentados: Maria P. Tangerino e Benedicto Osório de Oliveira
Tangerynus - Rubens - Ademir


“O tempo vai passando, vem às lembranças da tenra infância,
 daí achei por bem publicar, nada tem de extraordinário, 
são apenas versos que fui rimando, e deu no que deu”.

Benedicto Osório de Oliveira (17-08-1916 / +12-08-1968)

Meu velho pai era marceneiro
E pra não ficar à toa na vida
Inventava qualquer coisa no fundo do terreiro
Afinal lidar com madeira era sua lida.

Tínhamos um espaço no quintal
E montou uma pequena oficina
Mas dia 12 de agosto de 1968 foi fatal
Viajar antes do combinado foi a sua sina.

Fabricava monjolinhos de madeira
Nós filhos são sabíamos o que era aquilo
Enfim se tornou objeto de brincadeira
Vila Carioca foi um lugar tranquilo.

O peão que ele fazia era bem pesado
O que nosso amiguinho comprava
Na lojinha da Vila Carioca já vinha trincado
Bastava eu acertá-lo no meio e ele rachava.

Carrocinha de madeira
Veículo de transporte caseiro
Íamos buscar pó-de-serra na ladeira
E a Rua Álvaro do Vale virava um braseiro.

Nosso fogão de lenha esquentava
Três bocas quentes com o fogo
Um café no bule nunca faltava
Era de ferro-a-gate, vindo do bairro de Botafogo.

Chuveiro de banho com serpentina
Água quente sem gastar energia elétrica
Nosso papagaio cantarolava musicas da Argentina
O bicho falava portunhol, que coisa patética.

A Rua Albino de Moraes
Era pura lama preta
Caminhões de gás
Quase fiquei maneta.

Jogar peladas nos terrenos baldios
Errávamos o chute na bola de capotão
Acertávamos o pé na sapaiada em cios
No Bandeirante F. C. tinha bailão.

Tinha o bar do Seo Romanholi, famoso "Barriguinha”
Bar do Senhor Quincas, primeira televisão no bairro
Lugar de a molecada fazer uma farrinha
Zé “Mata-burro” gostava de tirar um sarro.

Foi meu pai quem construiu na Vila Carioca
O primeiro sobradinho de madeira
Não confundir "Oca" com mandioca
Do alto o mano "Tupã" arremessou sua mamadeira.

Eu, e os manos queríamos  
Viajar para Porto Ferreira
Cidade que nós amamos
Visitar a família Oliveira.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

TRIO UIRAPURU

UM GALO AMARRADO PELO PÉ!!!