COMO TRABALHAM OS DEPUTADOS, 1956


O FERREIRENSE
15-7-1956

Rio (Crônica de Abner de Freitas, exclusiva para A.A.)


Houve que dissesse que o Brasil era um vastíssimo hospital, assim sendo o artigo de primeira necessidade dos brasileiros deveria custar barato, mas isso não acontece, pelo contrário, os remédios atingiram tal preço de custo que são capazes de matar de susto o doente.

A propósito o deputado Oliveira Franco apresentou um requerimento de informações, para saber se é verdade que, nestes últimos trintas dias, subiram os preços dos produtos farmacêuticos, no comercio do varejo, alcançando a especulação um aumento de 100% por unidade.

O parlamentar indaga, ainda se sendo conhecido das autoridades competentes, quais as medidas tomadas em favor da desprotegida economia popular, face tamanha alta  no comercio de lucro ilícito dos remédios. Não podemos regatear aplausos a atitude do deputado Oliveira Franco, porque está em jogo a saúde do homem do povo, não sendo possível mesmo sem policiamento administrativo, que se permita que a volúpia e a ganância do lucro fácil, possam levar a nação as culminâncias do desespero e da miséria social generalizada pelo hábito costumeiro da especulação sem limites e sem controle do Estado. (A.A.)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MINHA BISAVÓ FOI PEGA NO LAÇO?

TRIO UIRAPURU

UM GALO AMARRADO PELO PÉ!!!